Dúvidas Frequentes

Como é uma forma de vasos?

São três tipos de formas para fazer vasos profissionalmente:
Forma sem miolo interno para uso profissional com massa de cimento tipo farofão.
Forma com miolo interno para uso com massa de cimento mole
Forma 2em1 – que pode ser utilizada tanto com massa mole quanto com massa farofão

Quantos vasos consigo fazer com 1 forma?

Massa tipo farofão. A produção diária é de no mínimo 1 peça, porém com o aprimoramento de seu trabalho em bem pouco tempo poderá tirar de 2 a 3 peças da forma ao dia.
Massa mole: Apenas 1 peça ao dia. A massa leva mais água e com isso retarda a secagem e portanto o desenforme.

Qual o melhor tipo de forma para iniciantes e profissionais?

Sempre a que usa massa tipo farofão. Atualmente não se usa mais formas com miolo interno, principalmente por causa do custo da forma, pela demora na montagem e desmontagem, por causa da demora na secagem do vaso para o desenforme e porque os vasos feitos com massa mole necessitam de mesa vibratória para retirar bolhas de ar e possíveis imperfeições.

Qual desmoldantem melhor custo benefício?

Desmoldantes:
Sempre dê preferência ao uso de desmoldantes específicos para concreto para obter uma melhor conservação da forma, ele vai evitar que restos de massa de cimento grude na forma, vai deixar o vaso com um aspecto visual melhor. Existem diversas marcas a venda no mercado e são encontrados em lojas de materiais de construção e ou diretamente na internet. Use sempre as especificações de uso do fabricante.

Ainda está com dúvidas?

Existe algum outro tipo de desmoldante que pode ser usado?

Na falta de um desmoldante específico para concreto, você pode usar também outros produtos como óleo diesel (só para massa farofão), óleo de motor (novo ou usado) de carro (só para massa mole). Nestes casos use um pincel limpo para aplicar o óleo em toda a parte interna da forma. Existem relatos de uso de vaselina sólida, sabão, detergente, óleo de cozinha e outros produtos similares, porém o uso destes produtos não é indicado para quem busca se profissionalizar no ramo.

Qual a durabilidade de uma forma?

Se adquirir uma forma profissional produzida em fibra de vidro, a durabilidade fica até difícil de ser determinada. Mas para se ter uma ideia, uma boa forma é 100% produtiva por mais de 6 anos (uso consecutivo), mas existem de relatos de formas de vasos com mais de 20 anos de uso.

Como posso proteger minha forma e aumentar a durabilidade?

Ser consciente com a limpeza, disciplina e afastá-la de raios solares diretos em longos períodos de tempo. Guardar sempre limpa e montada com todas porcas e parafusos.

Se minha forma quebrar tem conserto?

Sim, sempre tem conserto, principalmente se existir algum vaso pronto que tenha saído dela, neste caso tem como deixá-la restaurada. Caso perca resistência com a ação do sol e calor, a mesma pode ser reforçada e ganhar fôlego novo. Se apenas alargou o espaço por onde prende as porcas e parafusos, basta tapar novamente com uma fibra de boa qualidade e refazer os mesmos furos.

Compensa comprar formas em fibra usadas?

Se a forma foi feita por um profissional qualificado e com produto de qualidade, sim, é um excelente negócio.

Compensa consertar formas quebradas e ou sofridas com mau uso?

Não. Só compensa caso queira recuperar algum modelo de vaso que foi se perdendo com o passar dos anos. Neste caso seria um trabalho de restauração, tem que ser feita por profissional capacitado e será de 3 a 5 vezes mais caro do que comprar uma forma semelhante em porte e ou tamanho.

De qual material é feita a forma? Quanto tempo posso usar?

Sua forma foi produzida em fibra de vidro. É leve, resistente e durável. Possui duas ou mais divisões, para facilitar o desenforme.

Para uma melhor conservação de sua forma sempre utilize desmoldante antes do uso e procure sempre guardá-la limpa quando não for utilizar a forma por muito tempo. É aconselhável sempre evitar que a forma fique por longos períodos de tempo exposta ao sol pleno e demais intempéries da Natureza. Para limpeza use sempre detergente neutro e evite passar líquidos que possam agredir a camada interna da forma, como por exemplo

thinner, gasolina, querosene e outros. Nunca use lavadoras de pressão para limpar sua forma, porque a força da água pode danificar a parte lisa interna da forma. Nunca use objetos pontiagudos para limpar a parte interna da forma. Nunca use lixa na parte lisa interna da forma.

Quantos vasos consigo fazer com 1 forma?

Depende do tipo de forma e da massa utilizada.
Massa tipo farofão. A produção diária é de no mínimo 1 peça, porém com o aprimoramento de seu trabalho em bem pouco tempo poderá tirar de 2 a 3 peças da forma ao dia.

Massa mole: Apenas 1 peça ao dia. A massa leva mais água e com isso retarda a secagem e portanto o desenforme.

Qual o melhor tipo de forma para iniciantes e ou profissionais?

Sempre a que usa massa tipo farofão. Atualmente não se usa mais formas com miolo interno, principalmente por causa do custo da forma, pela demora na montagem e desmontagem, por causa da demora na secagem do vaso para o desenforme e porque os vasos feitos com massa mole necessitam de mesa vibratória para retirar bolhas de ar e possíveis imperfeições.

Qual desmoldante tem melhor custo benefício?

Desmoldantes:
Sempre dê preferência ao uso de desmoldantes específicos para concreto para obter uma melhor conservação da forma, ele vai evitar que restos de massa de cimento grude na forma, vai deixar o vaso com um aspecto visual melhor. Existem diversas marcas a venda no mercado e são encontrados em lojas de materiais de construção e ou diretamente na internet. Use sempre as especificações de uso do fabricante.

Existe algum outro tipo de desmoldante que pode ser usado?

Na falta de um desmoldante específico para concreto, você pode usar também outros produtos como óleo diesel (só para massa farofão), óleo de motor (novo ou usado) de carro (só para massa mole). Nestes casos use um pincel limpo para aplicar o óleo em toda a parte interna da forma. Existem relatos de uso de vaselina sólida, sabão, detergente, óleo de cozinha e outros produtos similares, porém o uso destes produtos não é indicado para quem busca se profissionalizar no ramo.

Qual a maior dificuldade para o iniciante começar uma fabricação de vasos?

Falta de conhecimento sempre é o principal fator para travar qualquer empreendimento. Mas entre as principais dificuldades esta em encontrar o ponto ideal na mistura de água para se fazer a massa tipo farofão. Se souber o ponto da massa qualquer pessoa é capaz de tirar vasos de qualquer peça que queira. Mas esse ponto não existe regra e medida porque varia conforme a temperatura ambiente, o grau de umidade da areia e principalmente por causa da insistência de muitos em querer que simplesmente as coisas aconteçam. Fazer vasos é profissão, caso leve o trabalho imaginando que é apenas bico ou artesanato é melhor nem começar. Técnica, disciplina e razoabilidade são fundamentais para quem pretende ter sucesso neste ramo.

Qual modelo de vaso vende melhor?

Aquele que foi bem feito. Existe comercio para vasos comuns e simples, estampados, grandes, pequenos, redondos, quadrados, clássicos e contemporâneos. Na verdade vaso na maioria das vezes deixa de ser utilidade para se integrar aos ambientes e a decoração. Sendo bem feito, com amor e carinho, até mesmo o simples vaso romano pode manter uma fábrica de pé, existe comércio nas mais variadas áreas e por isso a demanda absorve todo tipo de produção de vasos. Mas se tiver pouca grana procure fugir de vasos muito bojudos, grandes e pesados, eles tem uma demanda lenta, bem ao contrário de vasos pequenos e médios, onde a demanda é intensa, seja por causa do valor ou pela facilidade de plantar e transportar, sem dizer que servem para a maioria dos tipos de plantas mais preferidas entre os brasileiros. Quem gosta de planta, quer ter muita planta e automaticamente consome muito vaso. Quem busca vasos grandes e muito decorativos geralmente não tem amor por plantas e neste caso você ganha concorrentes de peso, como vasos em plástico, vidro, alumínio, madeira, cerâmica, fibra, inox e outros tantos, que além de muito leves e muito mais bem acabados, ainda são oferecidos no comércio em grande proporção. Enquanto se gasta o tempo para fabricar um vaso de cimento, centenas de vasos em plástico são feitos no mesmo período.

Existe algum outro tipo de desmoldante que pode ser usado?

Na falta de um desmoldante específico para concreto, você pode usar também outros produtos como óleo diesel (só para massa farofão), óleo de motor (novo ou usado) de carro (só para massa mole). Nestes casos use um pincel limpo para aplicar o óleo em toda a parte interna da forma. Existem relatos de uso de vaselina sólida, sabão, detergente, óleo de cozinha e outros produtos similares, porém o uso destes produtos não é indicado para quem busca se profissionalizar no ramo.